Armas Municipais

Hino de Maranguape

Ofélia Maria Gomes de Matos Mota (letra e música)

Maranguab, da tribo Potiguara,
Entre serras e vales verdejantes,
Um aldeamento erguestes nesta terra
À riba d’água claras, murmurantes.
Maranguape! Maranguape!
Do Brasil nobre parcela,
De ti se ufanam teus filhos,
No amor, na paz e na procela.
Maranguab, ó “sabedor da guerra!”.
Nome excelso que o povo perpetua
Num assomo de amor a esta terra
Que em nosso seio perenemente estua.
Maranguape! Maranguape!
Em fins do século, um fato se alevanta
Nesta pátria do grande Capistrano:
Foste brava na luta escravagista
A igualdade a buscar do ser humano.
Maranguape! Maranguape!
Enquanto dormem teus heróis d‘outrora.
De ti emerge raça reluzente
Amando livros, paz e liberdade,
Os prodígios do nosso Continente
Maranguape! Maranguape!
Amor à arte, à industrialização,
És o progresso, esplendido e viril
Inspirador de artistas e poetas
Vocações a serviços do Brasil!
Maranguape! Maranguape!
 

BIOGRAFIA DA AUTORA DO HINO DO MUNICÍPIO 

Autora do Hino do Município de Maranugape Ofélia Gomes de Matos nasceu em Maranguape em 20/12/1944, filha do farmacêutico e historiador Pedro Gomes de  Matos Junior  e de Salaberga Torquato Gomes de Matos. É divorciada, funcionária pública estadual e municipal. Mestranda em  Planejamento e  Políticas Públicas (UECE); Graduada em Pedagogia, com Habilitação em Gestão Escolar, Supervisão Pedagógica e  Prática de Ensino,  (UFC); Licenciada em Música, (UECE); Especialista em Arte-Educação, (CEFET); Especialista em Planejamento  Educacional,  (UNIVERSO-RJ); Formação em Língua Espanhola, (UECE); Formação em Tutoria para Educação à Distância, (UFPR);  Formação em  Prevenção ao Uso Indevido de Drogas para Professores de Escolas Públicas, (SENAD/MEC/UNB); Formação Profissional  de Radialista. (SRP-CE); Formação de Governantes, (UFC-EGSP).


 Co-autora de Obras Técnicas na Área de Currículo da Educação Básica; Produtora Cultural; Produtora de Vídeos Pedagógicos;  Produtora  de Programas Televisivos Educativos; Regente de Coro; Educadora Musical; Professora de Piano; Compositora; Poetisa. É  autora da  letra e música do Hino do município de Maranguape, classificado em 1º lugar, instituído por concurso público e oficializado  pela Lei  Municipal nº 745 de 03.04.78 do então Prefeito Antonio Gonçalves Moreira. Tem participado de várias comissões técnicas para  avaliação de trabalhos culturais nas diversas linguagens artísticas e de trabalhos técnicos na área pedagógica.
 No âmbito dos governos, estadual e municipal, já assumiu diversos cargos técnicos, dentre outros, o de Secretária Municipal de  Educação, Saúde e Serviço Social de Maranguape, (1983-l988); Chefe de Gabinete do Prefeito Municipal de Maranguape, (l989-l992);  Assessora de Planejamento e Pesquisa da Prefeitura Municipal de Maranguape, (l993-l996); Diretora de Produção Pedagógica da TV.  Ceará - Canal 5, (l996-l997); Coordenadora dos Programas Especiais Educativos da TV Ceará –Canal 5, de l996-2005; Assessora Técnica do Ensino Fundamental da Educação Básica do Estado do Ceará, (l999-2002).

Em janeiro de 2003 assumiu o cargo de Orientadora da Célula Escola Viva da Secretaria da Educação Básica do Ceará, é titular dos seguintes conselhos e comissões técnicas: Conselho Estadual Sobre Drogas; Grupo Gestor Estadual do Programa Saúde e Prevenção nas Escolas; Comitê Estadual de Combate à Dengue; GT Estadual do Programa “ Por Amor à Vida da Mulher”; Comissão de Saúde Ocular e Prevenção da Cegueira; Grupo Gestor Estadual do Programa de Educação Fiscal; GT Estadual de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes; Comitê Consultivo para Revitalização das Colônias Antonio Diogo/Redenção e Antonio Justa/Maracanaú conselheira suplente do Conselho Estadual de Saúde e interlocutora estadual junto ao MEC do Projeto Escola que Protege.

Tem participado como conferencista, de vários congressos e seminários nacionais e estaduais, destacando-se o Congresso Ibero-Americano sobre Violência nas Escolas; XV Congresso Nacional de Educação; I Encontro Estadual de Arte-Educação e Cidadania; I Seminário de Integração e Renovação da Prática Pedagógica; II Seminário Vivendo Valores em Educação: Uma Perspectiva de Felicidade; I Seminário Estadual de Alimentação Escolar.

Recebeu vários prêmios e honrarias, destacando-se: Comenda do Mérito Educacional Paulo Freire, concedido pelo CREDE de Canindé/SEDUC; Comenda de Prata – Apoio à Educação Rural, concedido pelo Centro de Educação Rural/CERU de Maranguape; Diploma de Honra ao Mérito Educacional, concedido pela Secretaria Municipal de Educação/Prefeitura de Maranguape; Votos de Louvor, concedido pela Câmara Municipal de Maranguape; Diploma de Honra ao Mérito, concedido pelo Centro Estudantal de Maranguape; Diploma de Honra ao Mérito-Profissional do Tele ensino, concedido pela FUNTELC/TV Ceará; Diploma de Honra ao Mérito-10 anos de serviços prestados à FUNTELC-TV Ceará, concedido pela FUNTELC/TV Ceará; Certificado pelos relevantes serviços prestados à Educação do Estado do Ceará.

BRASÃO DE MARANGUAPE

Brasão de Maranguape A rigor, é o Brasão, o mais autêntico símbolo municipal. Possuem-no quase todas as comunas: grandes e pequenas. Ciência e arte  medieval, contribuiu a Heráldica, para a história dos povos.

 Município repleto de tradições, Maranguape, por iniciativa do Prefeito Antônio Gonçalves Moreira, acaba de ter seu Brasão.
 A concepção do Brasão de Maranguape pertence a Lázara Cidrack Braga, muito festejada por seus dotes artísticos.
 A escolha do Brasão de Maranguape resultou de movimentado Concurso instituído pela Portaria 24/77, no qual a jovem  maranguapense obteve o primeiro lugar.
 A simbologia do Brasão de Maranguape é esta: O forte recorda a origem de Maranguape, criado que foi o município com  território  desmembrado de Fortaleza: A roda dentada, no centro do escudo, simboliza a indústria, fonte dinâmica de todo progresso.  As  estrelas representam os distritos componentes de Maranguape figurando, a maior o distrito sede. A serra mostra que a cidade  fica ao  sopé da mesma. A cabana e o índio lembram os primitivos habitantes da região: os potiguaras. O ramo de algodoeiro (à  direita) e  cana-de-açúcar (à esquerda) representa os suportes da economia municipal. Na faixa, vê-se a data na qual Maranguape  passou de  vila à cidade.

 Reflete o símbolo heráldico descrito os panoramas, a história, e a contribuição de Maranguape ao desenvolvimento nacional.
 Cores utilizadas: verde, amarelo, azul e branco, as mesmas da Bandeira Nacional.

 

A DA AUTORA DO BRASÃO

Autora do Brasão de MaranguapeLazara Cidrack Braga (Lazinha), é filha de Dídimo da Silva Braga e Jacyra Cidrack Braga, nasceu em 07 de abril de 1950 em Maranguape. Nascida de uma família de artistas, motivo pelo qual desenvolveu suas potencialidades recebendo o exemplo e o apoio de todos. Criou-se em Maranguape onde iniciou seus estudos na escola Professora Edith Nunes Costa, onde cursou do jardim de infância até a quarta série, seqüenciado seu estudo transferiu - se para o Colégio Santa Rita, onde cursou da quinta a oitava série (curso ginasial), concluiu o ensino médio (curso pedagógico) no Colégio Estadual Anchieta em Maranguape.

Participou no ano de 1977, do concurso instituído pela Prefeitura de Maranguape, na gestão do prefeito Antonio Gonçalves Moreira, para a escolha do brasão do município, onde foi a vencedora. Hoje Lazara é formada em educação artística pela Universidade Estadual do Ceará – UECE. Artista plástica, e apreciadora da arte e do belo, já participou de várias exposições individuais e coletivas, como a UNIFOR Plástica, Salão de Abril e exposições em parceria com sua mãe (já falecida) Jacyra Cidrack Braga, que era uma artista nata polivalente. Lazara casou-se em 17 de dezembro de 1977 com o engenheiro agrônomo Marcos Aurélio Cavalcanti Prata, tendo dois filhos: Marcos Lázaro Cidrack Braga e Marlio Cidrack Prata, e foi casada por 23 anos, até o falecimento do esposo.

BANDEIRA DO MUNICÍPIO

Bandeira do Município de MaranguapeA Bandeira do Município de Maranguape tem o tamanho modular de vinte (20) por quinze (15), cortada por duas (2) diagonais formando quatro (4) triângulos nas cores verde e branca ao centro das duas diagonais, um círculo com raio de três módulos, em azul, dividido por uma faixa amarela com a palavra MARANGUAPE, encimando por uma serra verde e uma estrela branca representando o distrito sede, em baixo, as demais estrelas representando os distritos de Sapara, Ladeira Grande, Penedo, Amanarí, São João do Amanarí, Itapebussu, Lagoa do Juvenal, Manoel Guedes Umarizeiras, Lages, Jubaia, Tanques, Cachoeira, vertentes do Lajedo, Antonio Marques e Papara.
A Bandeira do Município foi idealizada pelo Sr. André Soares Bandeira e instituída como Bandeira Oficial do Município de Maranguape pela Lei 612 de 11 de outubro de 1971.

BIOGRAFIA DO AUTOR DA BANDEIRA

Criador da Bandeira do Município de MaranguapeAndré Soares Bandeira, filho de Francisco Soares da Silva e de Maria Bandeira Soares, nasceu no dia 31 de março de 1943, em Maranguape – CE. Formado em pedagogia pela Universidade Estadual do Ceará – UECE, no ano de 1981 onde também fez especialização em Orientação Educacional no mesmo ano. Ministrou aulas da língua francesa bem como disciplinas da área pedagógica no Colégio Estadual Anchieta de Maranguape. Foi secretário de administração e finanças na gestão do prefeito José Gurgel Filho, foi chefe de gabinete na gestão do prefeito Antonio Gonçalves Moreira e tesoureiro nas gestões dos prefeitos Raimundo Gomes de Matos e Pedro Pessoa Câmara.

Participou integralmente das jornadas pedagógicas, do curso de francês ministrado por Monsieur Scavino, conselheiro pedagógico da embaixada francesa na sede Aliança Cultural Franco Brasileira no ano de 1966. Participou de concurso instituído pela Prefeitura de Maranguape e Secretaria de Educação no dia 03 de setembro de 1971, para a escolha da bandeira do município, sendo o vencedor. Atualmente trabalha como funcionário público no setor de execução de convênios e elaboração de prestação de contas da Prefeitura Municipal de Maranguape, além de ser professor de francês, cantor e amante da música francesa, italiana, espanhola, inglesa e portuguesa, as quais estão inseridas no seu repertório

Observatório de Políticas Públicas de MaranguapeArmas Municipais

Armas Municipais

Veja Também os Posts Relacionados!

Ainda com sede por conhecimento? Veja o que encontramos no OBSERVATÓRIO com base neste assunto. Isso pode complementar seus conhecimentos.

Topo