CASARÃO DA CACHOEIRA

PRÉDIOS HISTÓRICOS DE MARANGUAPE

                                 CASARÃO DA CACHOEIRA (DISTRITO DE CACHOEIRA)

 

                           Em Cachoeira, por volta de 1839, chegou José Antônio de Moura Cavalcante, que após adquirir terras, explorou-as, preparou-as para o plantio e colheu-a. E em 1854 começou a construir o casarão de Cachoeira que antes de 1860 já estava terminado, construção esta que durou apenas 6 anos. O sobrado (casarão) tem estilo colonial; era uma perfeita “casa grande” com senzala e tudo mais, cercado de alpendres amplos, sustentados por colunas roliças, argamassa feita com clara e casca de ovos, o casarão dominava os olhares, não só dos moradores, mas, de todos que por lá passavam, ficavam fascinados com tanta beleza. Era inacreditável.

           José de Moura passou a morar no sobrado, pediu a mão de Isabelinha em casamento e que segundo ela, só se casaria com ele, se ele construísse uma igreja em cima de uma pedra. Por pedido de sua futura esposa, ele construiu a igreja, onde se casaram. Eles tiveram filhas e foram felizes. O sobrado, o açude, o sitio, o pomar, o engenho, o jardim e a capela São José (igreja) só existiram porque José de Moura os construiu. Foi sede de um projeto para crianças carentes através da LBA e restaurado recentemente para locação principal de um longa - metragem de época (Lua Cambará nas Escadarias do Palácio) do cineasta cearense Rosemberg Cariry. Hoje o prédio é administrado pela Cooperativa Agrícola dos Colonos de Cachoeira em parceria com A Fundação Terra e a Associação Comunitária de Cachoeira, o qual abriga o Ecomuseu de Maranguape, pioneiro no estado do Ceará.  Este suntuoso patrimônio cultural situa-se no distrito de Cachoeira, a 18 km do centro da cidade.     

Observatório de Políticas Públicas de MaranguapeCASARÃO DA CACHOEIRA

CASARÃO DA CACHOEIRA

Veja Também os Posts Relacionados!

Ainda com sede por conhecimento? Veja o que encontramos no OBSERVATÓRIO com base neste assunto. Isso pode complementar seus conhecimentos.

Topo