Ceará tem quatro faculdades entre as piores do Brasil, aponta o MEC

Faculdade Kurios Do Município De Maranguape, Entre As Quatro piores Do Estado Do Ceará

A última avaliação do Ministério da Educação (MEC) aponta que de 2.042 instituições de ensino superior no Brasil, 324 foram insatisfatórias - a maioria delas faculdades. No Ceará, quatro instituições foram reprovadas em qualidade de ensino superior: Instituo de Ensino superior de Fortaleza (Iesf), Faculdade de Medicina Estácio Juazeiro do Norte, Faculdade de Ciências Humanas de Fortaleza e Faculdade Kurios. 

O IGC (Índice Geral de Cursos) do MEC vai de 1 a 5, mas são reprovadas àquelas que ficaram abaixo da faixa 3. O indicador é calculado com base na média ponderada dos Conceitos Preliminares de Curso (que levam em conta o rendimento dos alunos no ENADE, infraestrutura e qualidade do corpo docente) e dos conceitos de mestrado e doutorado, ancorados na avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoa de Nível Superior (Capes).

Para o IGC, são levados em conta os Conceitos Preliminares de Curso dos cursos avaliados no ano do cálculo e nos dois anos anteriores. As notas 1 e 1 são insuficientes. Todas as faculdades cearenses citadas acima ficaram com IGC dentro da faixa 2, apenas com IGC contínuo diferentes: Iesf (1,650), Faculdades de Medicina Estácio Juazeiro (1,663); Faculdade de Ciências Humanas de Fortaleza (1,740) e Faculdade de Tecnologia Intensiva (1,864).

A única universidade que integra a lista é a Fundação Universidade do Tocantins( UNITINS). Além dela, aparece na lista o Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Acre, que assim como a UNITINS é instituição pública.

Observatório de Políticas Públicas de MaranguapeCeará tem quatro faculdades entre as piores do Brasil, aponta o MEC

Ceará tem quatro faculdades entre as piores do Brasil, aponta o MEC

Veja Também os Posts Relacionados!

Ainda com sede por conhecimento? Veja o que encontramos no OBSERVATÓRIO com base neste assunto. Isso pode complementar seus conhecimentos.

Topo