DOUTOR ARGEU HERBSTER

O GRANDE MÉDICO DE MARANGUAPE

  Dr. ARGEU HERBSTER

          Dr. Argeu Braga Herbster, nasceu em Maranguape no dia 4 de dezembro de 1911, filho de Raimundo Herbster e Maria Gurgel Braga. Iniciou seus estudos na sede do município, de onde se transferiu depois para estudar no Seminário da Prainha, frequentando até o curso de filosofia, em seguida ingressou no Colégio Cearense, e depois foi ao Rio de Janeiro para realizar o vestibular da Escola de engenharia. Ao contrário, porém, inscreveu-se no vestibular de medicina, obtendo a primeira colocação. Em 1945, como médico, retornou a Maranguape, instalando uma clínica pediátrica e clínica geral. Seus dotes profissionais o afamaram e trouxeram a Maranguape pacientes até do Sul do país, alguns impressionados com seus conhecimentos de parapsicologia, fazendo pequenas cirurgias em pacientes induzidos ao completo estado de hipnose analgesia. Casado com Maria José Medeiros Gurgel, professora adjunta da Universidade Estadual do Ceará, professora de piano do Conservatório Alberto Nepomuceno e Diretora Geral do Colégio Estadual Anchieta de Maranguape. Dedicada à educação artística, D. Maria José formava com o marido uma dupla de talentosos, pois o Dr. Argeu, nas horas de lazer, dedicava-se a música, sendo a flauta o seu instrumento predileto, Era cunhado do ex - prefeito José Gurgel Filho e tinha 06 irmãos, José Mauro Gurgel Braga Herbster (vigário da paróquia de Maranguape durante cinqüenta anos), Valdson Herbster (falecido quando criança), Maria da Penha Braga Herbster (Nini), Maria Amena Braga Herbster, Maria Violeta Braga Herbster e o Sr. José Maria Herbster (funcionário da Exatoria Federal de Maranguape), tinha dois filhos,  Dr. Argeu Gurgel Herbster Filho (fisioterapeuta) e Haroldo Herbster. Com um atendimento clínico imenso, seja na clínica, no Hospital Albaniza Sarasate onde ocupava o cargo de Diretor Geral, necropciando os corpos que chegavam até a cadeia pública ou mesmo em casa, não lhe deixava sobrar tempo para repousar as canseiras do dia-a–dia que levava o renomado médico a muitas vezes deixar de lado o cuidado com a própria saúde, que no justo momento em que atendia a sua cliente pobre tão querida, sofreu um derrame vascular cerebral, que rapidamente foi levado a Casa de Saúde São Raimundo, aonde às 10 horas do dia 8 de agosto de 1977 chegou a falecer. Somente um homem que viveu para os pobres, que se dedicou a curar as feridas da gente humilde de Maranguape, poderia levar uma multidão ao seu sepultamento, que fez a cidade parar e vestir luto por três dias. O caixão percorreu as ruas de Maranguape quase que num triunfo, o povo acompanhava de perto, querendo tocá-lo, levando-o até o cemitério do município deixando a certeza que o Dr. Argeu era um médico diferente porque não deixava o paciente a própria sorte, mas com ele se irmanava na dor, como se participasse da vida de cada um.

Observatório de Políticas Públicas de MaranguapeDOUTOR ARGEU HERBSTER

DOUTOR ARGEU HERBSTER

Veja Também os Posts Relacionados!

Ainda com sede por conhecimento? Veja o que encontramos no OBSERVATÓRIO com base neste assunto. Isso pode complementar seus conhecimentos.

Topo