MARANGUAPE TEM QUEDA EM ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO

O IFDM avalia as condições de Educação, Saúde, Emprego e Renda de todos os municípios brasileiros. Em sua nova edição com base em dados oficiais de 2013, últimos disponíveis - o estudo traz comparações com outros anos da série histórica, iniciada em 2005.

Eusébio é a cidade mais desenvolvida do Ceará e a 17ª do Brasil, segundo estudo a Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), divulgado em dezembro de 2015 tomando como base dados de 2013. O Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal acompanha anualmente o desenvolvimento socioeconômico de dos mais de cinco mil municípios brasileiros em três áreas de atuação: Emprego e renda, Educação e Saúde. Criado em 2008, ele é feito, exclusivamente, com base em estatísticas públicas oficiais, disponibilizadas pelos ministérios do Trabalho, Educação e Saúde.

No Ceará, a segunda cidade mais desenvolvida é Sobral, que fica no colocação número 274 no ranking nacional. O município é seguido de Maracanaú (484º no índice nacional) e Aquiraz (622º no índice nacional). Fortaleza só figura na oitava posição no ranking estadual e 1238º no nacional.

O índice Firjan varia de 0 (mínimo) a 1 ponto (máximo) para classificar o nível de cada localidade em quatro categorias: baixo (de 0 a 0,4), regular (0,4 a 0,6), moderado (de 0,6 a 0,8) e alto (0,8 a 1) desenvolvimento. Ou seja, quanto mais próximo de 1, maior o desenvolvimento da localidade. Quando se fala em Emprego e Renda, Eusébio fica com 0,8782; em Educação, 0,9255 e em Saúde, 0,8630.

Em Emprego e Renda, o estudo considera o quanto a cidade analisada gera de empregos formais, a capacidade de absorver a mão de obra local, quanto de renda formal é gerada, os salários médios e a desigualdade social. Já em Educação, o índice analisa o número de matrículas na educação infantil, a proporção de estudantes que abandonam o ensino fundamental, além da distorção idade-série, o número de professores com ensino superior, a média de aulas diárias e o resultado do Ideb no ensino fundamental.

Quando se fala em Saúde, o cálculo é feito com base no número de consultas pré-natal, óbitos por causas mal definidas, óbitos infantis por causas evitáveis e número de internações sensíveis à atenção básica (Isab).

Cerca de 60,3% das cidades analisadas tiveram um desempenho considerado moderado no ranking. Apenas 431 municípios possuem um índice de desenvolvimento considerado elevado pelo estudo – ou o equivalente a 7,8% do total analisado. E Eusébio está entres estas cidades.

FONTE: O POVO ONLINE

Observatório de Políticas Públicas de MaranguapeMARANGUAPE TEM QUEDA EM ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO

MARANGUAPE TEM QUEDA EM ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO

Veja Também os Posts Relacionados!

Ainda com sede por conhecimento? Veja o que encontramos no OBSERVATÓRIO com base neste assunto. Isso pode complementar seus conhecimentos.

Topo