“Não existe possibilidade de privatização da Cagece”, diz governo

 

Polêmica em torno da estatal cearense começou na última terça-feira, 7, após o governo Michel Temer (PMDB) incluir a empresa em lista de ativos que podem ser vendidos.

“O governador Camilo Santana já havia dito que não existia essa possibilidade. Agora conversei com ele de novo, e ele deixou claro: Não existe possibilidade de privatização da Cagece”, disse Evandro Leitão.

A fala do líder do governo ocorreu em resposta a pronunciamento de Ely Aguiar (PSDB), que cobrou posicionamento claro do governo Camilo sobre a questão. “Ele disse aí que não vai ter privatização. Gravem bem, para depois não virem dizer o contrário”, disse.

Polêmica

Uma possível privatização da Cagece motivou grande bate-boca entre deputados na Assembleia. Ferreira Aragão (PDT) criticou a medida, e destacou prejuízos trazidos pela privatização da Companhia de Energia Elétrica do Ceará (Coelce). “Isso não melhorou nossa vida em nada. Melhorou a de espanhóis, italianos, que monopolizaram tudo”, disse.

“Quando se fala em privatizar a distribuição de água nós temos que ter cuidado. Nós temos que advertir o povo do Ceará que, ao entregar a distribuição pública da água à iniciativa privada, o Governo do Estado está dando o atestado de incompetência porque diz que a empresa Cagece está dando prejuízo”, criticou Heitor Férrer (PSB).

Privatizações

Na terça-feira, o governo federal incluiu a empresa – entre outras estatais de água e esgosto estaduais – em pacote de estudos para privatização. Segundo a União, a Cagece estará em edital lançado pelo BNDES para a contratação de serviços técnicos para participação privada em serviços de fornecimento de água e esgotamento sanitário.

Por meio de nota, a Cagece afirma que estuda a viabilidade de projetos em parceria com a iniciativa privada (PPPs). “Tais estudos estão em fase inicial e não há nada definido sobre a viabilidade dos mesmos”, complementa.

A análise das propostas do melhor modelo de concessão será avaliada em conjunto pelo BNDES e por cada Estado, sendo apresentada aos municípios abrangidos pelo projeto. No Rio de Janeiro, projeto de privatização da Companhia Estadual de Águas e Esgotos (Cedae) tem provocado diversos protestos no Estado.

Observatório de Políticas Públicas de Maranguape“Não existe possibilidade de privatização da Cagece”, diz governo

“Não existe possibilidade de privatização da Cagece”, diz governo

Veja Também os Posts Relacionados!

Ainda com sede por conhecimento? Veja o que encontramos no OBSERVATÓRIO com base neste assunto. Isso pode complementar seus conhecimentos.

Topo